MUNDO





FUSÕES E AQUISIÇÕES



Como esperado, 2010 provou ser um ano muito próspero para a economia brasileira, com reflexos diretos no mercado de Fusões e Aquisições. Pesquisas recentes mostram que o número de transações superou o recorde registrado em 2007, quando quase 700 transações foram registradas.


Durante 2010, excluindo o mês de dezembro, foram realizadas 707 transações de Fusões e Aquisições, representando um aumento de mais de 50% em relação ao número registrado em 2009.


Outro aspecto relevante observado em 2010 é o aumento significativo das aquisições de ativos estrangeiros por empresas brasileiras. Em 2009, as empresas controladas pelo Brasil gastaram aproximadamente US$ 15 bilhões, enquanto a expectativa para 2010 era encerrar o ano com transações transfronteiriças registradas superando US$ 20 bilhões, de acordo com dados oficiais do Banco Central do Brasil.


Como se pode ver, 2010 foi um excelente ano para investimentos no Brasil, e as expectativas para 2011 são ainda melhores.


Com o objetivo de atrair investimentos para a Copa do Mundo de 2014, o Governo Federal Brasileiro promulgou em 21 de dezembro de 2010 a Lei número 12.350, concedendo algumas isenções fiscais para empresas que investem em projetos de infraestrutura e tecnologia diretamente relacionados a esse evento esportivo.


Outra questão que pode ter um impacto positivo nas transações de Fusões e Aquisições para o próximo ano é uma decisão judicial recente do Superior Tribunal de Justiça que cancelou uma decisão anterior que proibia empresas de usar prejuízos percebidos por suas empresas afiliadas no exterior no Brasil.


Ainda sob a perspectiva fiscal e de investimento, outra boa notícia recebida pelos investidores, também em dezembro de 2010, foi a decisão das autoridades fiscais administrativas que permitiu o uso de ágio com base em expectativas futuras de lucros em transações de Fusões e Aquisições.